Roteiro completo de 7 dias no Atacama

Post:
Compartilhe:

Eu sempre tive vontade de conhecer o Atacama. Quando decidi ir tive algumas dificuldades para saber quais passeios eram essenciais e quais não poderiam faltar na minha viagem. Pesquisando bastante encontrei uma Expedição Fotográfica e os passeios já estavam todos fechados, escolhidos, mas eu dei sorte que todos os passeios que eu realmente gostaria de fazer estavam incluídos na expedição. Talvez eu ficaria mais um dia para incluir apenas um passeio que eu não fiz, mas vem comigo que eu vou compartilhar todas as minhas experiências nesse Roteiro completo de 7 dias no Atacama. 

Reserve o seu Hotel no Atacama e garanta os melhores preços

O Deserto do Atacama fica ao norte do Chile e faz fronteira com a Argentina e a Bolívia. 

Como chegar no Atacama?

Para chegar no Atacama é um pouco cansativo. Não há voos diretos para Calama, a cidade onde fica o aeroporto mais próximo do deserto. Ou seja, temos que pegar um avião até Santiago e depois outro para Calama. 
Se você não mora em uma cidade que tenha voo direto para Santiago, pode incluir mais uma escala em seu roteiro. Do Rio para Santiago o voo leva cerca de 4h. Depois, o voo de Santiago para Calama demora mais umas 2h.

OK. Cheguei em Calama. E agora? Como faço para ir para o deserto do Atacama?
De Calama para São Pedro de Atacama levamos mais ou menos 1h de carro. O ideal é contratar um transfer direto do aeroporto de Calama para a cidade de São Pedro de Atacama. 

É muito importante, ao prepara a sua viagem, contar com 2 dias de deslocamento + 5 dias para ficar pelo Deserto do Atacama, totalizando 7 dias de viagem. Acredito que esse seja o ideal para você conhecer bem o Atacama. Se você puder incluir no seu Roteiro visitar a Bolívia e o incrível Salar de Uyuni, acrescente mais 4 dias em seu roteiro, totalizando 11 dias.

Transfer Sem Medo: Indico a empresa Transfer Pampa

Gostei bastante da empresa. As vans eram super limpas e o trajeto durou cerca de 1h para chegar no Atacama. Os preços podem variar, então, sugiro entrar em contato com eles para fazer a cotação. Existem diversas empresas no aeroporto de Calama, mas já ouvi muitos relatos que sumiram com a bagagem ou que tiveram problemas. Eles me deixaram na porta do hotel e já no momento em que cheguei marcaram o horário do transfer de volta.
A minha experiência com a Transfer Pampa foi ótima, recomendo. 

Vou compartilhar com vocês toda a minha experiência no Atacama que fiz junto com a agência da Flavia Bia Expediciones. Os passeios foram feitos exclusivamente para o grupo da Expedição Fotográfica criada pelo Robson do Blog Um Viajante

Veja Sem Medo | O que levar para o Atacama

Dia 1 – Trekking Valle de La Luna + Almoço em Coyo + Caravana de Llamas

O Trekking no Valle de La Luna e o visual do Valle de La Muerte é a coisa mais linda. E para completar temos o visual do vulcão Licancabur, da incrível Cordilheira dos Andes e de todo o Valle. O deserto realmente nos impressiona.

O passeio tem duração de aproximadamente 4h. É um passeio muito bonito onde caminhamos literalmente pelo deserto, passando pelas Duna Mayor, pelas 3 Marias e pelo Anfiteatro.

Expedição

Tão legal descer as dunas correndo e fazer aquela bagunça! Super recomendo fazer esse passeio, diferente e muito divertido.

Caravana de Llamas, elas são lindas!!! Um amor, mas tem um cheiro meio esquisito hahahahaha. Mas não deixam de ser lindas e o passeio vale super a pena.

O passeio tem duração de aproximadamente 1h30 passeando pelo Deserto com elas e conhecendo um pouco da região, adorei! Acho que vale super a pena, pois, você conhece um pouco sobre as Llamas. Para quem não sabe elas são domesticadas, vivem em residências e são muito bem cuidadas e tratadas.

Viraram minhas amigas, até consegui uma super selfie com sorriso.

Dica Sem Medo: O valor da Entrada do Parque do Trekking pelo Valle de La Luna não estava incluído no passeio. Ele deve pago em dinheiro e na moeda local. O valor é de 6 mil pesos chilenos por pessoa

Dia 2 – Mirante de Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas

Um dos passeios mais bonitos que achei foi o que te leva a uma altitude acima de 4.000m! Com isso, o clima pode mudar rapidamente, além de esfriar bastante também. Então, o ideal é sempre ter aquele casaco corta-vento em mãos, além de toucas e luvas. Para mim, é um dos principais tours a se fazer no Atacama. Ele parte cedinho de São Pedro e tem como objetivo visitar as Lagoas Miscanti e Miñiques.
No caminho já somos surpreendidos com as paradas incríveis: a primeira no Trópico de Capricórnio, onde podemos ver uma marcação no lugar onde o trópico cruza com a Trilha dos Incas, a antiga trilha que vai até Bolívia. Essa placa fica em meio a estrada.
O visual é simplesmente maravilhoso, com uma beleza sem comparação! Cada ângulo é tão perfeito que é até difícil escolher o melhor.

A chegada você não tem noção da beleza do local! Caminhando pela pequena trilha descendo você consegue avistar mais de 5 vulcões a sua volta e a paisagem que fica refletida pelas águas azuis escuras da lagoa, um dos cenários mais lindos e incríveis do Atacama. O ideal é sentar e ficar só observando a beleza do lugar.
O Mirante de Piedras Rojas é mais um dos cenários lindos da região do Atacama. Um dos pontos importantes que você tem que ficar atento é que alguns passeios não são realizados devido a nevasca na cordilheira, pois é impossível trafegar nas estradas. O ideal é verificar com a agência se estará disponível esse passeio. Mas super recomendo, pois vale muito a pena.

Contrate um seguro viagem para o Atacama para você viajar tranquilo! Preços promocionais.

Seguros Promo

Dia 3 – Termas de Puritama e Pôr do Sol Laguna Tebenquinche

O Passeio das Termas de Puritama começou bem cedinho, as 8h da manhã. O Termas de Puritama possuem 8 piscinas termales. Na parte da manhã é um pouco frio. O ideal é ir para o passeio bem agasalhado, mas a tendência é sempre esquentar durante o dia.

Vá para o passeio com a roupa de banho por baixo. A agência leva roupões. É importante é não esquecer de levar chinelos e roupas para usar depois do banho ou uma jaqueta, pois pode estar ventando. 
O passeio foi acompanhado de uma MASSAGISTA, assim, você faz uma massagem espetacular dentro das termas. Super relaxante, delicioso! E ao final do passeio, eu estava me sentindo outra pessoa, de tão relaxante que foi a massagem. #superindico #esseéodiferencial

Dica Sem Medo: Beber bastante água, levar água para os passeios, protetor solar, e algo para proteger o rosto do sol!

O pôr do sol foi na incrível Laguna Tebenquinche. A coloração do céu e o reflexo das montanhas na água é sensacional. Um lugar com uma beleza única!

Durante toda a viagem, em todo o trajeto tivemos várias paradas maravilhosas para fazer as inesquecíveis fotos pelo Deserto do Atacama que valem super a pena!

Veja Sem Medo | Câmbio no Atacama, o que vale a pena.

Dia 4 – Lagunas Andinas 

O passeio pelas Lagunas Andinas é o mais frio. A sensação térmica cai bastante se tiver ventando, mas se não tiver, o clima será bem agradável. A dica é ir com diversas camadas de roupa, pois se precisar, é só tirar ou colocar mais. O passeio leva o dia inteiro, mas o trajeto vai te presentear com paisagens incríveis junto as cordilheiras e os vulcões.
Dentro da Resierva Nacional de Los Flamencos existe uma parte com as famosas rochas de formações vulcânicas milenares, onde você vê as esculturas feitas pela própria natureza, ao longo de milhares de anos. Aí sim você se da conta que a natureza É PERFEITA.

É nessa região onde você também encontra o Monges de Pacana e também o Moai de Tara, que são formações famosas na região do Atacama.

Dica Sem Medo: Esse passeio não tem banheiro, então, leve na mala um papel higiênico ou lenço umedecido e uma sacola para descartar o lixo. Além de beber bastante água, use protetor solar.

Dia 5 – City Tour em São Pedro

O City Tour é bem legal. Conheci cada pedacinho e a história de São Pedro. Visitei pontos turísticos bem legais, como a famosa igreja da região e suas feirinhas onde tem os artesanatos e compras em geral. O guia é super atencioso e explica tudo. O passeio leva 1h e dá para conhecer e visitar todos os lugares.

Dia 6 – Lagunas escondidas 

Esse era um dos passeios que não estavam incluídos na expedição, eu até poderia inclui-lo por fora, mas infelizmente eu não tinha dias disponível, mas isso não é desculpas pois já estou querendo voltar e conhecer novos cantinhos incríveis. Mas se tiver indo para o Atacama, façam, leva 1 dia todo o passeio.

Dia 7 – Geysers El Tatio e Cactus 

Os geysers são incríveis. Sem contar que esse é um passeio bonito e super diferente. Distante 8km de São Pedro de Atacama e a 4.300m de altitude, é um passeio muito bonito, mas que precisa de muitos cuidados. O ideal é fazer esse passeio no último dia da viagem por conta da altitude, sem contar a temperatura também. O frio que você encontra por lá pode ser bem irritante.
Temos que ter muito cuidado ao caminhar onde a altitude é mais elevada. O guia alertou para caminharmos devagar e evitar movimentos bruscos. Não se deve abaixar e levantar rapidamente, pois, tudo isso, junto a elevada altitude, pode te fazer passar mal. Eu não senti nada já que caminhei lentamente pelos geysers. Outro ponto super importante é caminhar pelas marcações, onde tem as pedras indicando os caminhos para não sofrer nenhum acidente. As águas dos geysers estão a cerca de 90 graus Celsius, pelando.

Tomamos café da manhã em meio ao geysers. Foi bem agradável! Foi servido pão, café, iogurte, torradas, bolos, presunto, queijo, doce de leite, tortas… tudo de muito bom gosto e super fresco!! Em toda a expedição o café da manhã ou almoço era em algum passeio diferente. E poder tomar café da manhã/almoçar em meio ao Deserto é muito bom.

Dica Sem Medo: O valor da Entrada do Parque é pago a parte. E deve ser pago em dinheiro e na moeda local. O valor era de 5 mil pesos chilenos por pessoa.

Visitamos também um lugarzinho super especial, cheio de cactus em meio ao deserto. Esse passeio é um combo junto com o geysers. E, nossa, eu fiquei encantada com esse lugar! É bem parecido com os cactus que tem na Bolívia (mas lá é uma ilha linda enorme). Fora que avistar esses cactus em meio ao deserto é top.

Bolívia | Incluir + 4 dias em seu Roteiro

Se você puder incluir a Bolívia em seu roteiro, o ideal é ficar mais 4 dias. Fiz o percurso de carro, na verdade, um bate-volta. Foi super legal! Se você que gosta de adrenalina e aventura, recomendo demais! Mas, para os que não curtem muita aventura, é bem cansativo. A estrada é longa e há muitos saculejos. São 7h de viagem com paradas para almoço (conhecendo lagunas incríveis), mas você também pode optar por fazer o percurso de avião.

Veja Sem Medo | Qual a melhor época para visitar o Salar de Uyuni?

 

Não esqueça das dicas sem medo.

Reserve o seu Hotel no nosso parceiro Booking


Não deixe de fazer o seu seguro viagem e viaje tranquilo.
Utilizando o nosso código promocional (VIAJANDOSEMMEDO5), você ganha 5% de desconto.


Fique conectado em toda sua viagem com Chip Internacional.
Adquira o seu e tenha internet ilimitada em sua viagem.

Alugue um carro pela RentCars e faça seu próprio roteiro da sua viagem.
A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um desconto de 5% no boleto bancário.

Está sem mala para viajar? Com Aluguel de malas da GetMalas você não precisa se preocupar com nada, a mala chega na sua casa limpa dias antes da sua viagem.

Postado por:
Olá! Eu sou Rafaella Machado. Sou apaixonada por fotos e viagens. São muitas histórias e desafios para contar, porque eu Viajo Sem Medo! Vem com a gente se você ama desafios.

7 Comments

  • Ai, o Atacama é fantástico! Não vejo a hora de poder ir lá novamente…
    Que legal essa expedição fotográfica, deve ter sido uma experiência muito gostosa!

  • Adorei o potst! Super completo! Quais lagunas você conseguiu conhecer nesse bate volta para a Bolívia? O acréscimo de mais 4 dias é para ir no Salara de Uyuni?

  • Eu morro de vontade de conhecer o Atacama e já li um pouco sobre ele, mas nunca consegui decidir quais os lugares essenciais para conhecer. Acho que esse post me convenceu do principal. Adoraria fazer também uma expedição fotográfica na região!

  • Achei essa ideia de expedição fotográfica sensacional. Unir foto e viagem, duas paixões é uma mão na roda. Bom saber q vc não sentiu nada com a altitude, essa é minha maior preocupação p ir nessa viagem.

Deixe seu comentário


JÁ ME SEGUE NO INSTA? @viajandosemmedo